Sexta-feira, 16 de Novembro de 2007

“Pretos” regressam com Direito ao sonho...

Tiago Almeida

RÂGUEBI
“Pretos” regressam com Direito ao sonho
Amanhã, em Monsanto, pelas 14H00, a Académica estreia-se na Divisão de Honra 2007/2008, na época de regresso ao convívio dos “grandes”, frente ao favorito Direito.

Os jogos oficiais já arrancaram há cerca de um mês, mas só este fim--de-semana terá início o campeonato nacional da Divisão de Honra, o principal patamar da modalidade.
Depois de uma temporada na 1.ª Divisão, marcada pelo pleno de triunfos, a Académica regressa à Honra, com as mesmas limitações, mas também com a mesma dose de ambição. “Trata-se de um início difícil, porque o Direito é tradicionalmente uma equipa que luta pelo título nacional, com muitos jogadores de selecção que estiveram, recentemente, na Taça do Mundo”, avisa o técnico Sérgio Franco. A comitiva estudantil espera, contudo, contrariar o favoritismo do adversário e, para isso, “o objectivo passa por dar ambição aos jogadores e convencê-los que são capazes de fazer um bom resultado”.
Frente ao Direito, Sérgio Franco não poderá contar com um elevado lote de atletas, ora por lesão, ora por motivos profissionais/lectivos. À cabeça, o internacional Rui Cordeiro, que “tem dito que irá jogar por nós em breve”, mas ainda não recomeçou a actividade pós- -Mundial. Leandro Fonseca viajou há três semanas para Itália e também já não faz parte do grupo. Na lista de lesionados, encontram-se os nomes de Rui Rodrigues, Pedro Santos e, sobretudo, de João Nuno, médio de abertura decisivo no esquema estudantil e que, com uma lesão no joelho esquerdo, não poderá dar o seu contributo nos próximos tempos, até porque, tudo o indica, será mesmo sujeito, em breve, a uma cirurgia. Depois, ainda há outros que se encontram a terminar as respectivas licenciaturas e que não têm conseguido conciliar as duas realidades. Sérgio Franco lamenta isso mesmo, lembrando que a Académica “é a única equipa da Honra totalmente amadora”.

Mais profissionais
mas não em Coimbra
Em relação à época passada, Sérgio Franco queixa-se do “aumento considerável de jogadores profissionais noutras equipas”, situação que dificulta a tarefa dos estudantes. “Nós continuamos a não seguir esse caminho e preferimos, até porque não existem condições para mais, formar jogadores de base”. Foi essa a premissa, mais uma vez, equacionada no início de mais uma época, que, para já, começa de forma intermitente, com várias situações indefinidas. Na bagagem, para além da motivação de defrontar um fortíssimo Direito, a Académica trabalha em cima de uma vitória (37-26), no passado fim-de-semana, frente ao CDUP, apesar da turma portuense, nessa partida, reconhece Franco, não ter utilizado alguns jogadores principais.
http://www.asbeiras.pt/?area=desporto&numero=52055&ed=16112007 
publicado por Grupo Media Coimbra às 11:04
link do post | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Outubro 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30
31


.posts recentes

. Jogos Tradicionais

. Videos de Basebol...

. Cartaz do Torneio de Base...

. Taça de Hóquei Latina em ...

. Aero Clube de Coimbra e o...

. Lacrosse apresentado na A...

. Câmara quer construir em ...

. Vídeo de um encontro de r...

. Vídeo entre a Académica e...

. Vídeo da nova Pista de Sk...

.arquivos

. Outubro 2008

. Maio 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

blogs SAPO

.subscrever feeds