Segunda-feira, 31 de Dezembro de 2007

O Ciclismo em Coimbra na década de 20...

           Como o futebol imperou o cenário desportivo de Coimbra ao longo da década de vinte, houve também outras modalidades que se destacaram e foram impulsionadas por colectividades. Uma delas, foi o ciclismo que teve uma forte iniciativa de clubes, de associações e de jornais.

            Ao nível de clubes, realçou sempre dois tipos de provas. Uma em que se organizavam pequenas provas de ciclismo, para ser disputadas entre os sócios do próprio clube, e outra em que se organizavam grandes provas a nível oficial para serem disputadas entre as principais equipas rivais da cidade, nomeadamente o Sport e o União de Coimbra.

Nos dois primeiros anos da década de vinte (1920 e 1921), não temos notícias acerca da realização de provas de ciclismo. Só a 12 de Novembro de 1922 é que surge o primeiro relato de uma prova. Foi da iniciativa do Sport Clube Conimbricense que abriu a inscrição para qualquer ciclista da cidade para realizar o percurso de Coimbra – Cernache – Condeixa – Vila Seca – Miranda do Corvo – Lousã – Foz de Arouca – Coimbra. Em 1923, o mesmo clube instituiu a primeira edição da «Taça Mondego» que teve como percurso Coimbra – Penela – Coimbra, sendo uma prova oficial onde participaram muitos ciclistas. A segunda edição da taça só foi reeditada em Abril de 1926, com a realização de duas provas de percursos diferentes. Em Abril de 1927, o Sport  resolveu, pela segunda vez, utilizar o percurso Coimbra – Penela – Coimbra, instituindo o «Bronze Aníbal Carreto».  Em Agosto do mesmo ano, foi responsável pela organização do I Campeonato Distrital de Coimbra em ciclismo, para o apuramento de prova máxima da União Velocipédica Portuguesa.

            Mas o clube que deu mais vitalidade ao ciclismo conimbricense, foi o União de Coimbra, promovendo grandes provas a nível oficial e que tiveram várias edições anuais na década de vinte. Deste modo duas provas tetra edições foram realizadas no período compreendido entre 1924 e 1927, nomeadamente, a «Volta a Condeixa» e a «Volta à Lousã». Além destas, promoveu três provas oficiais, a «Volta à Figueira» em 1926, a «Taça Primavera» e a «Volta dos Campeões» ambas em 1929. O União de Coimbra ainda pensou nos seus associados, promovendo quatro edições anuais da «Volta do Campo» em 1925 – 27 e 1929.

            Houve outro clube, o Santa Clara, que impressionou o ciclismo em Coimbra com a realização de certos tipos de provas. Assim, em Dezembro de 1925, aquela colectividade começou a destacar ao nível da modalidade, com a realização de uma prova de ciclismo infantil, em que o percurso foi Santa Clara – Taveiro – Santa Clara. E em Setembro de 1926, surpreende Coimbra com a realização de uma prova de ciclismo de grande esforço através da realização da «Subida da Calçada de Santa Clara».

            Outros clubes se evidenciaram na realização de provas oficiais de ciclismo, como foi o caso do Aviz Atlético Coimbra Clube, que realizou em Outubro de 1925 a «Volta ao Luso», com o percurso Coimbra – Luso – Mealhada – Coimbra. Curiosamente, esta prova foi reeditada mais tarde, mas pela iniciativa do jornal Voz Desportiva;  também o Sporting Nacional realizou, em 1927, uma grande prova oficial através das «Cinco Voltas à Conraria».

            A nível associativo a União Velocipédica Portuguesa considerou Coimbra como passagem fundamental das suas provas máximas, em que as edições anuais de Porto – Lisboa, tiveram um controle de chegada dos ciclistas, na cidade. Ficava sempre à frente da Câmara Municipal de Coimbra, ficando a organização daquele controlo a cargo de clubes da cidade, umas vezes do Sport e outras vezes do União de Coimbra. Além desta prova máxima, a associação também promoveu, em 1925, o I Coimbra – Lisboa por estafetas, chegando a haver uma segunda edição desta prova em 1926. Devido ao número de provas realizadas nos meados da década de vinte na cidade Lusa Atenas, a União Velocipédica Portuguesa resolveu fundar, em 1927, a sua Delegação em Coimbra. As primeiras realizações desta delegação, consistiram na promoção em 1928 da segunda edição do Campeonato Distrital de Ciclismo e a «Volta à Conraria». Também em 1929, além de promover a terceira edição do Campeonato Distrital, promoveu o I  Porto – Coimbra.

            Os jornais ajudaram também a promover provas de ciclismo, no qual a Voz Desportiva, realizou anualmente desde 1927 a 1929 a «Volta ao Luso» e em 1929 também realizou o I Lisboa – Coimbra.

publicado por Grupo Media Coimbra às 19:59
link do post | favorito
Sábado, 29 de Dezembro de 2007

Secção Hóquei em Patins da Académica oferece 3 semanas de férias...

Vá ao Universitário, em Coimbra, em 12 de Janeiro...

Jogo Académica-Cucujães
Seniores Masculinos

...e ganhe 3 semanas de férias
de sonho
com a Patinagem
e a empresa
Lugar ao Sol

Aí está, quase, o sorteio de três prémios que atribuirão três estadias para duas pessoas num dos hóteis à escolha do caderno de mais de 200 opções em qualquer região do país, uma oferta renovada da Lugar ao Sol, que tem apoiado a Académica nos últimos anos. O sorteio ocorrerá por ocasião dos Reis, no dia 12 de Janeiro. No intervalo do Jogo entre a Académica e o Cucujães que conta para o Campeonato Nacional da 3.ª Divisão. Para poder habilitar-se basta adquirir um calendário dos jogos oficiais das equipas seniores masculinas e femininas.

http://www.geocities.com/aachoquei/index.htm

publicado por Grupo Media Coimbra às 21:23
link do post | favorito

XXXI S. Silvestre “Cidade de Coimbra” Atletismo...

 

 

 

São Silvestre de Coimbra bate recorde de atletas

As ruas da Baixa foram ontem à noite palco da XXXI S. Silvestre “Cidade de Coimbra” que, depois de um ano de interregno, regressou em pleno. Efectivamente, ontem à hora de fecho desta edição, já se tinha registado a chegada de 272 atletas (havia 452 inscrições, mas apenas são contabilizados os que conseguem ultrapassar a linha de meta), o que constitui um recorde de adesão em todas as 31 edições. Luís Providência, vereador do Desporto da Câmara Municipal de Coimbra congratulou-se com o «sucesso da iniciativa» e, em declarações ao Diário de Coimbra, comprometeu-se a «manter a prova pelo menos até 2009», tudo fazendo para que ela venha a crescer nos próximos anos.
A edição deste ano (uma organização conjunta da Câmara Municipal de Coimbra, Associação Distrital de Atletismo de Coimbra e da Delegação de Coimbra do INATEL) foi também considerada como a melhor de sempre a nível técnico, uma vez que contou com a participação de vários atletas nacionais e estrangeiros com currículo no atletismo. Foi o caso, por exemplo de Mário Teixeira, Paulo Gomes, Anália Rosa ou de Sara Moreira (finalista dos mundiais de atletismo nos 3000 metros obstáculos). Esta última é atleta do Maratona Clube de Portugal e foi, ontem, a vencedora da prova “rainha” entre as mulheres. Entre os homens, o primeiro a pisar a meta foi o marroquino Yossf El Kalai, que agora veste as cores do FC Porto.
Além da prova principal (7500 metros destinada a juniores e seniores), decorreram ainda três outras provas: 1300 metros (para infantis de ambos os sexos); 3000 metros (iniciados e juvenis de ambos os sexos e veteranas); 5200 metros (juniores, seniores femininos e veteranos).
O vencedor da prova principal, Yossf El Kalaim recebeu um prémio de 750 euros, enquanto o melhor atleta do concelho de Coimbra teve direito a 220 euros. Nas senhoras, Sara Moreira recebeu 300 euros e a melhor conimbricense 100 euros.
Toda a animação desta prova, que no ano passado não se realizou por falta de apoios, foi concentrada na Baixa de Coimbra. Os atletas partiam e chegavam à Praça 8 de Maio, passando (consoante as distâncias), pela rua da Sofia e avenidas Fernão de Magalhães, Sá da Bandeira e Combatentes.  

http://www.diariocoimbra.pt/17497.htm
publicado por Grupo Media Coimbra às 21:11
link do post | favorito
Terça-feira, 25 de Dezembro de 2007

Origem do Karate em Coimbra...

Quando em 1969, através de uma organização denominada "Centro Karate Coimbra", se iniciou a prática do Karate na região centro de Portugal, poucos seriam os que acreditavam na possibilidade desta modalidade vingar no panorama desportivo regional. Hoje decorridos já varias décadas é possível afirmar que o Karate não só sobreviveu como se expandiu de modo assinalável. É desta historia que vos tentaremos dar conta neste breve relato, do seu principio, das suas dificuldades, dos obstáculos, dos projectos, actividades realizadas, bem como das intenções para o futuro.

Como foi desde logo mencionado, a história do Karate na região centro principia com o Centro Karate Coimbra, organização que antecedeu o Instituto Karate Coimbra, e que fazia parte da estrutura associativa nacional de então com sede em Lisboa. Com a evolução no tempo e as mudanças registadas na sociedade portuguesa (nomeadamente o 25 de Abril e todo o processo de democratização que se seguiu), começou por sentir-se a nível local uma certa frustração concretizadas na manutenção de um certo "status quo" na organização nacional responsável pela modalidade, ainda tributária, num plano organizatório, da filosofia desportiva do regime político anterior.

É este modo de funcionamento, fortemente centralizado, a par de uma patente falta de entendimento para perceber a realidade sócio-desportiva própria das estruturas locais que leva à extinção do Centro Karate Coimbra, e a fundação em 14 de Outubro de 1987 do Instituto Karate Coimbra - Associação Regional do Centro.

A meta principal do I.K.C.- A.R.C. é desde logo alargar a prática do Karate, mas em termos e com processos completamente diferentes àqueles utilizados pelo Centro Karate Coimbra: - em primeiro lugar trata-se claramente de um projecto que visa operar uma descentralização e regionalização no âmbito da modalidade, quer por um lado criando novos centros de instrução e aproveitando os existentes, quer por outro lado, conferindo a essas "escolas" autonomia e responsabilidades próprias para no âmbito da sua região desenvolverem um trabalho que se ajuste à realidade social, económica e desportiva dos seus praticantes;

http://www.ikcarc.org/index.php?zona=2

publicado por Grupo Media Coimbra às 18:53
link do post | favorito

Vídeo da Academia Dolce Vita da Académica OAF Coimbra...

 Vídeo da Academia Dolce Vita da Académica
publicado por Grupo Media Coimbra às 18:47
link do post | favorito

Vídeo da Pista de Gelo de Coimbra...

 Vídeo da Pista de Gelo com 300 metros quadrados  junto ao Estádio Cidade de Coimbra, de 1 de Dezembro até finais de Janeiro
publicado por Grupo Media Coimbra às 18:45
link do post | favorito

Vídeo do Mundial de kickboxing que se realizou em Coimbra...

Vídeo do Mundial de kickboxing, que se realizou no Pavilhão Multidesportos do Estádio Cidade de Coimbra, de 29 a 31 de Novembro de 2007

publicado por Grupo Media Coimbra às 18:42
link do post | favorito

Vídeo da Final do Campeonato Nacional de Softbol...

Vídeo da Final do Campeonato Nacional de Softbol que se realizou no Campo de Basebol de Abrantes e que ditou a vencedora - "Agrária Softbol" de Coimbra. A competição realizou-se nos dias 13 e 14 de Outubro de 2007.
publicado por Grupo Media Coimbra às 18:37
link do post | favorito
Domingo, 23 de Dezembro de 2007

Origem do Futebol na Associação Académica de Coimbra...

De acordo com um artigo de memorização elaborado pelo Dr. Mário Machado, faz uma pequena menção à origem da equipa de futebol da Académica que transcrevemos a seguir: “antes de ser organizada a Associação Académica, havia a chamada Liga do Liceu, formada e constituída por estudantes e alguns alunos da Escola Agrícola. Ainda joguei, com o grupo que então capitaneava, o Progresso, de vida efémera, no campo daquela escola [...] Como surgiu a Associação Académica é difícil, para mim, por falta de dados precisos, de apurar neste momento, mas tenho a impressão de que se formou, mais tarde, com os elementos que então compunham a referida Liga”. Além de ser constituído por elementos do liceu e da Escola Agrícola, a equipa da Académica também era composto por académicos que frequentavam a Universidade de Coimbra. Ainda de acordo com o Dr. Mário Machado «teve por capitão o estudante da Faculdade de Direito, Filipe Mendes que, mais tarde, depois de formado, veio a ser figura destacada na política nacional e Governador Civil de Lisboa. Este capitão [...] possuía qualidades excepcionais para o desempenho – para o tempo e qualidade de jogadores – daquelas funções». O jogador Filipe Mendes tinha colegas da faculdade de «Direito César Moniz Pereira e F. Andrade [...] António Perdigão, também de Direito». António Luís Lopes era da Escola Agrícola e os restantes jogadores do Liceu de Coimbra.

Em 1911, um jornal de Coimbra informa que o Gymnásio Coimbra «convidou o Iº team da Associação Académica para um matck a disputar amanha no Campo dos Bentos. Por não estarem completas as equipas desta associação, não foi aceite o convite».

Em 1912, a Associação Académica, surge no meio futebolístico de Coimbra, tendo esta colectividade realizado um treino num campo de futebol da cidade. A equipa tinha os seguintes jogadores: «Durval de Morais, Keeper; Moniz Pereira e F. Andrade, backs; António Lopes, A. Perdigão e N.N., half backs; C. Campaio, Filipe Mendes, J. Costa, J. Cardoso e Natividade Coelho, Forwards»[5].

No dia 28 de Janeiro de 1912, estava marcado o seu primeiro jogo, em que “jogar-se-à o foot-ball na Insua dos Bentos, em desafio entre os primeiros teams do Ginásio e Associação Académica, que terão por distintivos o primeiro, camisola e calções brancos com escudos encarnados e o segundo, calções pretos e camisola branca. Combate renhido há-de ser este desafio pois ambos os teams são fortes e resistentes». A Académica ganhou por 1-0.

            No dia 31 de Janeiro de 1912 e «para efeito de desforra, jogaram novamente na quarta-feira os teams do Gymnásio e Associação Académica que no domingo haviam disputado um match. O Gymnásio venceu desta feita por quatro golos contra 1».


 

publicado por Grupo Media Coimbra às 21:59
link do post | favorito

Patinagem Artística novamente na Académica? ...

Patinagem Artística: Novamente na AAC?!
Lançar as bases para nova modalidade

Com o objectivo de recuperar uma modalidade que já fez parte das disciplinas da patinagem na Académica de Coimbra, a direcção da Secção está a envidar esforços no sentido de encontrar um espaço digno para a sua prática, já que os Pavilhões do Universitário estão sobre utilizados. Neste sentido, é uma boa notícia o facto de haver já algumas inscrições e uma monitora disponível para iniciar o trabalho.

http://www.geocities.com/aachoquei/index.htm 

publicado por Grupo Media Coimbra às 21:47
link do post | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Outubro 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30
31


.posts recentes

. Jogos Tradicionais

. Videos de Basebol...

. Cartaz do Torneio de Base...

. Taça de Hóquei Latina em ...

. Aero Clube de Coimbra e o...

. Lacrosse apresentado na A...

. Câmara quer construir em ...

. Vídeo de um encontro de r...

. Vídeo entre a Académica e...

. Vídeo da nova Pista de Sk...

.arquivos

. Outubro 2008

. Maio 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

blogs SAPO

.subscrever feeds